Você está aqui: Página Inicial PROF. DR. EDUARDO REBELATO LOPES DE OLIVEIRA

Apresentação

Docentes

Graduação

Pós-Graduação

Pesquisa

Extensão

PROF. DR. EDUARDO REBELATO LOPES DE OLIVEIRA

(Prof. Adjunto)

 

Formação Acadêmica

Doutorado em Ciências - Departamento de Fisiologia e Biofísica – Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo (2010);

Pós-doutorado - Departamento de Fisiologia e Biofísica – Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo (2012);

Pós-doutorado – Oxford Centre for Endocrinology, Diabetes and Metabolism - Oxford University, Oxford, UK (2014).

 

E-mail: eduardo.rebelato@unifesp.br

Telefone: 5576-4848 ramal 2334

Sala: Ed. Ciências Biomédicas - Laboratório de Biofísica Celular

         Rua Botucatu, 862 - 2.º andar - Vila Clementino - São Paulo/SP

 

CVLattes

 

Linha de pesquisa: biofísica celular com enfoque no processo de exocitose em células beta pancreáticas

 

Resumo: o Laboratório de Biofísica Celular tem como enfoque estudar as bases biofísicas e fisiológicas por traz do funcionamento celular. Especificamente, temos grande interesse no entendimento do processo de exocitose, o qual ocorre através da fusão regulada da membrana de vesículas intracelulares com a membrana plasmática, permitindo a liberação do conteúdo destas para o meio extracelular. Para tais estudos, utilizamos como modelo de pesquisa as células beta pancreáticas e a secreção de insulina. Como abordagem experimental, utilizamos tanto a eletrofisiologia, por meio da técnica de Patch-Clamp, bem como registros por imagem em tempo real de células isoladas. Para as análises por imagem acoplamos técnicas de microscopia de fluorescência de campo aberto, de campo evanescente e confocal com o uso de sondas fluorescentes baseadas em quimeras proteicas, as quais podem ser direcionadas para detectar flutuações de mensageiros intracelulares (Ca2+; ATP; pH; AMPc; Espécies Reativas de Oxigênio) ou interações entre proteínas e, ainda, identificar e rastrear os grânulos de insulina. Assim, o objetivo geral é investigar a interação de sinais intracelulares com o processo de secreção da insulina. Ademais, procuramos entender como possíveis alterações nesses sinais intracelulares podem levar ao desenvolvimento de doenças, como o Diabetes do tipo II.

Ações do documento